12 de set de 2016

Sincronismo, precognição e paranoia

Há uma linguagem
Em tudo
Ela
deve-se ao nada
Catatonicamente rastreada 

Sou tentado
Uma ridícula cognição dos fatos 
Pressupostos sobrepostos ao passado

Subitamente alterado no espaço
futuro agora é passado

Perdi contato

fui palhaço,
desorientado,
cadarço de amarrar sapato,
suco, 
muco,
piche de asfalto,
estou exausto,
falo,
calo,
abraço
sufocado, 
juntando pedaços
reféns degradados

escolha os fatos,

pois o 'bem' precisa de um advogado.










Nenhum comentário:

Postar um comentário