25 de dez de 2012

Que sabor era mesmo ?


Dois mosquitos grudados no monitor.
Um caiu e o outro continuou.
Sozinho!

Odeio minha natureza.
Passar a manipular, sem triunfo.
Longe do meu equilíbrio.

SAI  DAQUI   MOSQUITO!

Droga de inseto que fica voando em mim rs'
Pelo menos ainda dou boas risadas com isso.


8 de dez de 2012

Como chamar ?


Meu corpo vai explodir
Exagerei com isso
Rolo compressor de mentiras

Robôs magnetizados com cocaína
Bikes sem locomoção de roda
Em volta de círculos de mentiras
Pura cocaína

Eu resisto ao vicio
De menos um,
Maldita boca!
Seu próprio fel vai me fazer desistir.


2 de dez de 2012

Fora


Cansei de conversas que não levam à nada
Cansei de tons alterados, me deixa!
Deixa me ir pra onde quiser

Faça uma espinha dorsal com a dor em seu peito
Deixa sair, como livre é

Que mazela de vida, que mediocridade.


30 de nov de 2012

O que há ?


Hey, como é mesmo o nome dela?
Aquela que de longe encanta, aproxima e intima
Sem voz de clamor
 Nem arcanjos ou soldados.
Banalizados,
Humanos sádicos
Preocupados com mil estereótipos
Enquadrando-te pra entender
Desfaz
Insegurança leva ao motivo
Justificado em cada canto que os olhos fintam 
Alguém apaixonado não liga pra isso
Um beijo mais quente - vontade
Num toque mais intimo - carinho 
Amar