6 de dez de 2013

LABORATÓRIO

-Um tiro no peito para quem já esta morto é um alivio, meu caro.

Foi assim que, mais uma vez, Don se envolveu em uma briga. Era hábil e rápido, então se safou sem correr grande perigo.
Saiu caminhando tao entediado como o cinza da metrópole que o engolia, sua vida era um legitimo fardo.
Claro que tinha uma mente inquieta e isso fazia com que se perguntasse a todo tempo sobre seu destino. Que logo se revelaria.
Era vazio.
Quando estamos tão cheios de nada nos atracamos a qualquer fio de esperança que aparece. Era sempre um caos quando sumia esse sutil fio, um inferno se instalava nele como um velho amigo que vinha visitar.