3 de out de 2017

Pairando em tudo que há.

A linha tênue entre cobiça e circunstância será traçada
Para que a disseminação de ódio seja quebrada.
Culminamos a verdade
Obcecados pela vaidade
Ultrapassando os limites
Da insanidade.
Tudo fragmentado em frações
Despeço das limitações
Para que eu possa ser as emoções.


Olhos

Fecho meus olhos
Sinto teu mundo
E as voltas em meio a transição.
Olho nos olhos
Vejo meu mundo
Semeado em uma percepção.
Pra enfim entender
E enfim compreender
O fim desse querer.


4 de jun de 2017

Sem fim, sem nome.

Encaro minha face se adaptando em meu interior,
das entranhas, ouço um grito desesperador.
Mas, calma, irei drenar minha felicidade para te alimentar.

Diante dos meus olhos,

friso vários momentos que consolidam o meu ser.
A frieza desse ser que se autodenomina indubitável,
persegue a luz para sair dessa realidade detestável.

Onde eu esqueci minhas palavras de compaixão e dor?

3 de jun de 2017

Vigiado

Um interior sujo
Egoísta
e altruísta.
Precognição á flor da pele,
buscando sair desse paradoxo.

Vejo minha imagem num espelho,

um rio vermelho escorre de mim.
Sinto-me hipnotizado
só mais um cigarro, e estou perto do fim.

Melhor queimar

do que desaparecer...


11 de mai de 2017

Auréola

Pessoas rodeadas de calor
Buscam em si
o amor.

Adormecidas em sua eterna ignorância
Guardam dentro de si
Sua eterna arrogância.

Na melodia da vida
Dançamos conforme a música, uma triste ilusão.
Afantochados, seguimos o rumo contrário
No caminho da perdição.

5 de mai de 2017

Memórias póstumas

Preservo-me como uma flor
inanimada de vida
mas viva de cor.

As pessoas passam tão despercebidas por vós
interagindo com a natureza
natureza essa que não presta atenção em nós.

Irrelevância dessa vida leviana
todo dia acorda, levanta, anda..
e nada.

Nesse mundo contundido
nada mais poderá ser aprendido.

27 de abr de 2017

Mind F*ck

É difícil de entender
mais de dizer
nem sempre é assim

Sem lugar
sem ter pra onde ir

Tem, mas não tem
parece que não sou daqui...

Encurralado, sentado na incerteza
sentado nesse orgulho e avareza.

25 de abr de 2017

Viva

Crescemos com ideias implementadas em nossa mente
automaticamente precedidos ao retrocesso
uma válvula de escape tectônica
comandando-te
.
Fantasiando-te aquilo que não és
contenta-te com pouco
vivendo como um estúrdio.

Corte a linha dessa marionete
libere-se
sinta-te
viva-te

intensifique-se

24 de abr de 2017

Coração tóxico

Assim como um cigarro aceso
Aquilo que era mútuo e sútil
Aos pouco vai queimando

Um amor quente e febril
Sendo tragado para o coração
Resíduos de um sentimento
Transformados em sermão.

Queima até a ponta
Com ardor
Com pudor
Sem amor...

Virou fumaça

6 de abr de 2017

Histeria

Me encontrava estagnado antes de você.
Até segurar minha mão
e me dizer o que fazer.

O tempo continua passando
mas parece que continuo congelado nele.
Algumas cicatrizes são deixadas para trás
mas algumas são profundas demais para sentir.

Remeta seu sentimento
não o jogue ao vento.
Transcenda seu valor
e não o deixe em pudor.
Arte: Felipe Menezes
Instagram: @felipemenezes45

27 de mar de 2017

Ela


Ela veio
trouxe contigo sua razão
sua emoção
sua paixão
sua perfeição.

Em teus braços eu me perco
em teu laço eu me vejo
em teu lado sinto o aconchego.

A lua e as estrelas desenham o teu rosto
consigo te ver todas as noites.

Parecia que eu não era daqui
pois o lugar que eu deveria pertencer
sempre foi á ti.

Ela me deixa em harmônia com o mundo.
Sinfonia perfeita: 
teu riso, teu olhar, teu expressar
você.

23 de mar de 2017

Avalanche

Acendo um cigarro e trago toda a sua pureza
Tamanha brisa que 
me leva ao teu abraço

Que tipo de química é essa?
Que me deixa eufórico e em êxtase?

Nenhuma substância
 me faz enlouquecer
  como o teu sorriso.