26 de jun de 2014

Maria, Ana & Joana.

O corpo leve, a mente tranquila.
Aquecido pelo calor da brasa
Que com a boca traz cada vez mais perto.

A compreensão dos pensamentos, a paz levemente vivendo dentro do peito.
Olhos cerrados
 Poderia dormir assim, desse jeito, contigo.
Porem me queimaria.

E ainda assim estaria sorrindo
 Fascinado pelo bem que você me traz.


Tu agora acaricias o ar e preenche os pensamentos
Só me resta recordar bons momentos.





13 de jun de 2014

Dia 12

Não posso acreditar no que ouvi
Se acomodar
Em estar
Em mim.

Não me serve mais.

9 de jun de 2014

Recado

Tal qual mania te sacie.  
Toda, sem exceção ou outro par de meias.
Talvez outros pés calcem os teus, já que tanto entre nós são pessoas.
Sem nome. E o teu, o qual meus ouvidos se negam a enjoar.
Se quer sabem sua cor favorita.


 Uma pena, pois por ti esperei toda vida.

8 de jun de 2014

Irrelevante

Abraço:
Carinho minucioso embebido em desejo
Água que escorre sem paradeiro

É o cabelo que na bochecha custei cócegas e no sentir da pele,
                                                                                          ávido de bocas tortas
Tornam-se estacas a prender minha cabeça com outra língua

Eu sinto falta dos amigos que se foram e daquele abraço.

Seu abraço.



da pra sentir o sarcasmos no titulo?

3 de jun de 2014

Trulse

Olha que pássaro branco...
Teu olhar
Meu olhar de espanto
Animo

[...]O Rapaz vem
de verdades, mas quem tem?
Angustia.


Já não mais branco.
Sujou-se na camuflagem eminente de teu toque
espero apenas um alivio antes do fim
                                                que seu tiro seja me voz
                                                               em sangue
E ar nos pulmões.