6 de dez de 2013

LABORATÓRIO

-Um tiro no peito para quem já esta morto é um alivio, meu caro.

Foi assim que, mais uma vez, Don se envolveu em uma briga. Era hábil e rápido, então se safou sem correr grande perigo.
Saiu caminhando tao entediado como o cinza da metrópole que o engolia, sua vida era um legitimo fardo.
Claro que tinha uma mente inquieta e isso fazia com que se perguntasse a todo tempo sobre seu destino. Que logo se revelaria.
Era vazio.
Quando estamos tão cheios de nada nos atracamos a qualquer fio de esperança que aparece. Era sempre um caos quando sumia esse sutil fio, um inferno se instalava nele como um velho amigo que vinha visitar.




11 de out de 2013

Outubro

Desde que visitou minha mente não me encontro mais.
Enxergo-me um recorte. Pois trouxeste a consciência de que és tu um pedaço de mim.
O recorte faltante nessa imagem emoldurada.

Queria que me sufocasse a alma, sem válvula de escape!
Sem ter refugio além do súbito e impertinente toque dos teus lábios nos meus...

O suficiente para curar minha insanidade


30 de set de 2013

Seu

Senti sua alma me engolindo
Colhendo cada pedaço de mim que tentava te dominar

Te trouxe nos braços, Sorrindo 
Tal como se tivesse todas as respostas para o mundo
De alguma forma era como se nós nos esperássemos há anos

Quando pude te deixar dormir,
Transmutou minha atmosfera 
E com um beijo me vi novamente entregue a tuas complexidades.






23 de set de 2013

Atr-ção

Então o céu se fez em mil e começou a cair sobre nos em forma
De gotas de chuva.
O farol dos carros tentava encobrir a lua
Que se denunciou me cobrindo de branco,
Cor do frio que se instalava no meu corpo
Pálido seu rosto se arriscava com um sorriso
Naquele momento quis segurar sua mão
Mas tive medo.


18 de set de 2013

Um Missil

Incorruptível na maneira de desfazer a paz
Atinge um dos tesouros.
Corvos que me carregam de um lado a outro dentro desse tapa
Que por devaneio não pode conter minha insanidade

Idealizaram luz.
Com mascaras se fantasiaram para a vida de faz de conta. 
Tomara a esperança da viva estatua que trouxeram ao mundo

“e de sangue me foi feito, de ferro e de aço”.

Englobando isso com a mesma cor a noite se anuncia 
Trazendo a única coisa pela qual vivo
E que hoje não pude se quer falar ou admirar sem ter um soco fincado no meio da Cara.




16 de set de 2013

Inconsciente

Parece que Lua se desenhou com as nuvens.
Parece que o sol, ao se por, tenta tocar seu cabelo.
Parece que o dia não quer acabar.

Espero que não demore para darmos as mãos e compartilharmos tédio e sonhos.




15 de set de 2013

Alçapão


De baixo um alto Arpão
apontado para mim
a luva grossa aperta o
gatilho
e a bala de tédio
me consome numa explosão de
brancos e nulos que me sufocam.

Encaixado bem
Me enche esse vazio.
Tênue com a musica 



27 de ago de 2013

Simples

Lembra você:
Desde a brasa do meu cigarro, vermelha como seu cabelo
 Até o penetrante azul que me segue
De um canto ao outro num rosto lindo.

Acordo e ao invés de me preocupar com a hora 
Só imagino teu sorriso.

Sua simplicidade realmente me impressiona. 
Não encontrava minhas coisas em tantos rostos vazios.







3 de ago de 2013

F u t u r e

Me apoiei no vento que acariciava meu rosto e sonhei acordado
Imaginei nós dois depois de muito sexo dividindo um baseado
Aconchegando-te no meu peito
Loucos do mesmo veneno 
Mentes tão distantes que só pensam juntas
Nesse momento o pearl jam nos presenteia com Around The Bend
E enquanto queima  a ultima parte do sutil papel me ataca com escarlate 
Então fazemos tudo de novo.







19 de jul de 2013

FUKO

Desculpe, mas você não joga agora:
Perdeu sua torre.
Fé de trocadilho pardo.
Preocupa-se com com as peças
Estáticas na hélice de seus campos negros

Oh como pensas...
tão arrogante enjaulada nessa sua babaquice.

BLEW.

<3

22 de jun de 2013

NOT IN
MUNE

Não é justo:
Me faz bem em vão
São as maçãs fazendo o esboço do seu sorriso
Arrancando-me as palavras e o Ar.
Me hipnotizando de ironia, 
Eu quero falar!

Por que tu roubaste meu ar?
Se ao menos tivesse deixado
De dentro de mim te reservei um pedaço
Louco para te amar.
Só que é tarde.
E as maçãs de longe perderam seu brilho

Artífice, Sozinho.


1 de jun de 2013

BICHO

Violentaram minha sapiência. 
Entregaram-me a trogloditas, de lá escapei com um troféu idolatrado.
Chama-me, sente o prazer da inconsistência do meu mundo.

Sei que sentes.
Adora a angustia que desperta.
Sanado, mas em qual parte de mim?
Qual parte de você?
Saudade.


Chrona-Soul Eater

Momento perfeito para encher de insanidade esse músculo irrigado de sangue doce.

21 de mai de 2013

CHACAL

Se somos o que escrevemos
Eu sou uma grande perda de tempo.
Num amontoado de confusões, conflitos e reformas inacabadas.
Sou o erro que paira pelos campos da sanidade, não tenho nome ou forma.
Solto ao ar sem motivo ou sentido. 
Preso por uma energia forte de posse, confundida com amor.
Sendo só uma doença.
Sem ritmo, caminho ou melodia.
Acho que me equivoquei ao dizer que não possuo nome.






28 de fev de 2013

Ratos

Melhor se orgulhar da sua singularidade.
Não é a toa que me mantenho firme
Só que já fui...
Tu me perdeste antes de viver seu sonho
Penosa futilidade não vai deixar que vivas feliz com ninguém.
Só ódio
Vivo criança.


7 de fev de 2013

Areia Amarela

Sozinho.
Um deserto de areia amarela, um coelho sem orelhas e uma vaca.
Tracei a minha volta com o ultimo galho seco do deserto um circulo.
Era uma fortaleza.
Coelho magro, quase morto e uma vaca irritante: 
- Mooow Mooow Mooow o tempo inteiro !!!!!!
Ninguém atingi o deserto.
Era minha cor favorita até tomar o meu ar ou seja lá o que for que eu respiro:
Respiro o fuligem solto do seu rosto enferrujado 




31 de jan de 2013

Resposta.


É vergonhoso ter que olhar pro meu passado.
Essa frase já diz que não mudei certos aspectos como o meu orgulho, mas ao ler posts de outras épocas me choquei com minha própria personalidade. Pensei que sentiria falta de ser “assim”
"assim" eu havia explicado antes da seguinte forma:

Devem estar se perguntando ' o que é assim? ' Quando digo 'assim' me refiro à facilidade de manipulação que algumas pessoas têm. Estou começando a me achar um 'Demônio' por conseguir coisas a essa maneira, mas o faço por mau apenas estou testando 'quem presta pra ficar ao meu lado'. Sim estou arrogante ¬¬ isso não vem ao caso. Apenas remediando 'decepções'!

Aprofundei-me em duvidas que só geravam mais duvidas e que minha pouca experiência jamais as sanaria - juntei milhares. 
 A maior delas foi o Amor/Deus que mal compreendo até hoje. 
O estopim: “Essa vale a pena ler na verdade não vele nem um pouco.

 Comecemos a analisar o mais famoso dos sentimentos: O amor. O amor já foi dito como Deus ou um sentimento de trouxas olhando por esses dois lados não faz o menor sentido unificar-los.

Sem duvida nenhuma um pensamento mal aprofundando, eu tinha noção disso quando postava, mesmo assim isso corroia minha cabeça  e eu tinha que chutar pra fora, como no exemplo citado da mulher que apanha  do marido hoje mais plausível aceitar que não é amor e sim um tipo de co-dependência, onde bater a apanhar equilibram a relação. Perguntei-me então:
- Como?

É obvio que houve situações onde a vida trouxe experiências que não foram bem resolvidas e durante a formação desse ser humano abriu-se uma fenda para um mundo onde bater e apanhar se torna justificável e normal.

O resto desse post é baboseira sem fim, claro que minha arrogância e superioridade em ver que “entendi” alguma coisa também é deplorável, já que é nítido para alguém um pouco mais velho essa ilusão.
Como prova do meu egocentrismo o post Humanos,-.- Assina:

 ”Pessoas que se desculpam pela situação física que se encontram não merecem ter como 'amigo' DarkeinsteinL, logicamente. Se for para morre um humano que Deus me leve desse mundo, pois a minha historia esse mundo conhecerá pelo titulo de O Deus da Nova Era ou algo assim, posso não conseguir tal proeza aparentemente impossível de ser enxergada por olhos tão limitados. Porém conseguir mudar o mundo... talvez, mas apenas algumas pessoas, uma! Isso para mim bastará e morrerei da melhor maneira, com um sorriso no rosto”

Desculpas.



#DarkeinsteinL


15 de jan de 2013

Copie



Copiem, de baixo pra cima no muro.
Já não eram nada alimentando o vazio e essa futilidade.
Faço-te um erro, exponho por pura vaidade.
Se me sinto melhor, meu ego reage.
Ainda assim sou feliz por terem agora dois de mim.


6 de jan de 2013

Forma e Cor.


 As asas dele são como a de um Demônio.
 - Mas "asas" não são coisa de anjos?
São coisas que fogem, brilham...
 Fazem um reflexo e somem, se escondem
- Estão deprimidos por ai... joguei um bumerang
Levou e trouxe minha vida, mas quando voltou 
 Não servia mais.