30 de set de 2013

Seu

Senti sua alma me engolindo
Colhendo cada pedaço de mim que tentava te dominar

Te trouxe nos braços, Sorrindo 
Tal como se tivesse todas as respostas para o mundo
De alguma forma era como se nós nos esperássemos há anos

Quando pude te deixar dormir,
Transmutou minha atmosfera 
E com um beijo me vi novamente entregue a tuas complexidades.






23 de set de 2013

Atr-ção

Então o céu se fez em mil e começou a cair sobre nos em forma
De gotas de chuva.
O farol dos carros tentava encobrir a lua
Que se denunciou me cobrindo de branco,
Cor do frio que se instalava no meu corpo
Pálido seu rosto se arriscava com um sorriso
Naquele momento quis segurar sua mão
Mas tive medo.


18 de set de 2013

Um Missil

Incorruptível na maneira de desfazer a paz
Atinge um dos tesouros.
Corvos que me carregam de um lado a outro dentro desse tapa
Que por devaneio não pode conter minha insanidade

Idealizaram luz.
Com mascaras se fantasiaram para a vida de faz de conta. 
Tomara a esperança da viva estatua que trouxeram ao mundo

“e de sangue me foi feito, de ferro e de aço”.

Englobando isso com a mesma cor a noite se anuncia 
Trazendo a única coisa pela qual vivo
E que hoje não pude se quer falar ou admirar sem ter um soco fincado no meio da Cara.




16 de set de 2013

Inconsciente

Parece que Lua se desenhou com as nuvens.
Parece que o sol, ao se por, tenta tocar seu cabelo.
Parece que o dia não quer acabar.

Espero que não demore para darmos as mãos e compartilharmos tédio e sonhos.




15 de set de 2013

Alçapão


De baixo um alto Arpão
apontado para mim
a luva grossa aperta o
gatilho
e a bala de tédio
me consome numa explosão de
brancos e nulos que me sufocam.

Encaixado bem
Me enche esse vazio.
Tênue com a musica