28 de out de 2014

Amigos

Foi súbita a separação.
me refiro aqueles que em nenhum momento deixaram de ser quem são.
aqueles que não se limitaram em respeitar sua própria essência
aqueles que são parte da minha vida para sempre.

Não sei porque estão tão longe.
É muito só, mas eu gosto:
É liberdade!

Liberdade essa que não faz sentindo,
No meu riso sem valor,
Da cor que não tem vida
e vida que não tem graça.

Sinto falta de vocês, putos.

3 de out de 2014

Sobreviver


Eu encontro agora no traço a mesma frustração que encontrei nas cordas:
Aperta, afina, aponta, desenrola.
Lápis, violão de cor a corda
                                 de som a vídeo. 
Câmera, cabide, desenho e fel.


Afogo-me na arte
Que afiada me desafina e desafia

sobreviver.