31 de jan de 2014

Watashi

Plausível seria se me viesse dizer algo diferente do obvio
Que não ligo, não vejo graça, não levo a serio. Não!
Estou sóbrio de minhas palavras e descanso sem preceitos de um futuro melhor
Sou a terra no ar perdida
só poeira das palavras que vem da sua boca.

Ah, velho pai...

3 de jan de 2014

Suicídio

Mistura ódio e alegria, raiva, suor, pinga!
Sem nenhuma gota vejo meu sonho morrer
Me diz ai: aonde vamos nos encontrar?
 Paris? French? Ou velha mesa de bar...
Consente
Chega de me perder pensando no que vem pela frente, não é confortável. 
O agora também é triste e no passado não foi diferente.
Escrevo