8 de mai de 2014

Engenheiro.

Existem pessoas que combinam com palavras, mas só dentro de contextos e situações. 
É tosca a maneira como agridem a poesia que jorra aos prantos. A fazem motivo de chacota, dizem que seu autor é estúpido, bobo, vagabundo , um bêbado qualquer e ainda que seriam capazes de viver sem amor...

Como quem constrói pontes é preciso arquitetar situações para tornar recíproco os versos que de tanto amor quase vivem por si só;
Ridículo!
São á essas pessoas que gostaria de dizer
“Respire!
 A vida não é uma corrida!”

Que suas gravatas enforquem suas angustias 
E seus ternos queimem com horror, como nos olhos de quem vem apunhalar sua solidão.
Que suas pupilas se expandam à medida que sua alma prove dessas “bobagens” e que não passe mais despercebido a beleza que vos cerca.


Limite se e perdera o prazer em amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário