27 de jun de 2016

Cientista.

Por pulmões e branquias 
sugam da água e do ar um pouco de vida

Entre o corpo e a natureza 
Há uma barreira finita

 O oxigênio parte 
de onde vinha,

Parte de um mistério 
que sonha em ser vida

Grita:
Parto!

E sem deixar rastro
da a luz
Eis o caminho que me conduz








Nenhum comentário:

Postar um comentário