7 de fev de 2012

O outro: ESPELHO!

Esses dias começaram as aulas... é foda! ta bom todos sabemos. Graças a Jah esse é meu ultimo ano.

  Estava sem fazer nada, encarando as pessoas da sala e ai comecei a escrever. Escrevi e apaguei umas 300 vezes, um Brown curioso aproximou-se e começou a conversar 'com eu'
 Cheguei em casa pensando e o resultado segue a baixo:

Ouvi alguém mais velho comentar de seus sonhos falidos, sonhos incompletos que a sociedade sufocou. O tempo passou e nunca mais pensei que fosse me lembrar dessa conversa.
Adolescia na época que conheci as pessoas que tiveram a força que não tive para ir de contra aquelas ideias arcaicas sem sentido, passei a crer que o destino que desde pequeno nos é imposto não existe, porém vive.
  - Cuspiram tudo em mim e ai, só ai ouvem o que penso
Mas pouco importa não há outra realidade para aceitar, não deram chances de escolha, apenas escreveram o destino dos fracos com ignorância, ganancia e esperança, esperança que o outro viva seus sonhos mortos. vivia assim EU, num mundo.... não em dois mundos ! O mundo que só conhecia na minha cabeça e o mundo em que vivia.
Onde vivia querendo viver
Temendo mais um amanhecer
vivia
Desisto de esperar. Começo a agir por conta e resolvo unificar esses dois mundos
- então existiria só uma realidade ? 
Infelizmente sim. a realidade que me cegou, onde meu ego me engoliu, onde morria a expectativa de que poderia ser ainda melhor que uns fazendeiros cabeça quadrada. 
   Kratos pôs na minha vida alguém que me fez refletir, alguém GOKU  'especial' Tal criatura me emprestou seus olhos, então percebi a verdadeira realidade que tinha abandonado. desmoronava todo o meu ego. 
Então vivo, Simplesmente vivo sem correntes sem nada. Nada que me prenda de novo, seria estupidez perder tudo agora          

Mais uma crônica de DarkeinsteinL -q

     

Nenhum comentário:

Postar um comentário